terça-feira, março 24, 2015

SETE


Estava na Cidade Alta em Porto Seguro/Bahia quando passando por entre os caminhos serpenteados de cercas e folhagens algo me assoviou. Não foi um assovio literalmente, mas uma presença. Algo conhecido, e amigável.

Nada surgiu acompanhando o som que me chamava. Apenas um poste personificou a poesia daquele momento. E um nome, um número, uma entidade se fez surgir no ecoar dos meus lábios: SETE!

Assim, deixo aqui meu registro. Um poema para SETE. Acho que nunca escrevi para você, não é "meu velho"? Malandro confiável – que dicotomia!
Espero que apreciem:


Afinal,
Eu sou assim.

Assim que sou!

terça-feira, março 17, 2015

SEM COMENTÁRIOS.



Foi literalmente um canto que me atraiu para o alto do poste. E lá estava o canário. Saudando minha passagem. Como que anunciando meu caminhar. Sem comentários adicionais.

Permito que sintam comigo, o frescor do som de um canário cantando segredos das matas virgens.

Esbaldem-se com:
  

Afinal,

Eu sou assim.

Assim que sou!

segunda-feira, março 09, 2015

POR ONDE ENTROU CABRAL?



Quando olho para a foto do poema SPLASH e PAH... não consigo pensar em outra coisa a não ser splash e pah... Uma tarde de verão na praia de Cabrália. Litoral baiano próximo de Porto Seguro. O sol deslizando pelo infinito. As águas do mar escurecendo seu azul profundo. E, trepados a um coqueiro entre saltos e piruetas – a pureza das crianças.   

Das fotos retiradas das férias de fim do ano de 2014, sem sombra de dúvidas, é a minha favorita. Para tanto, nesta conjectura, nela pousa a responsabilidade de inspirar-me para o terceiro poema da coletânea FÉRIAS.

O quadro que ilustra este post é de Oscar Pereira da Silva – “desembarque de Cabral em Porto seguro” do Acervo Museu Paulista/USP – SP.

Espero que se deleitem em:
FÉRIAS III - SPLASH e PAH...

Afinal,
Eu sou assim.
Assim que sou!

segunda-feira, março 02, 2015

TODO ARTISTA É UM PRISIONEIRO.


Nesta continuação para coletânea FÉRIAS, apresento minha visão para um artista de Diamantina-MG, Marcial Ávila. A foto foi tirada em São Gonçalo do Rio das Pedras durante o evento Férias de Verão.
Todo artista é um prisioneiro e um libertador dos outros e de si mesmo. Preso por sua arte, sua visão e forma de expressar-se ao mundo. Preso pelo olhar do outro e a forma de receptividade de sua arte. Libertador, pois a arte liberta.

No mês de Abril, especificamente em 25/04/2015 será lançado em Diamantina meu livro RELACIONAMENTO COM UMA GATA.
Uma levada de contos-crônicas sobre minha relação com uma gata (animal mesmo).


Afinal, tudo isso de desejar escrever quando nada conspira a favor é por que...
Eu sou assim.
Assim que sou!

A ilustração desta postagem é um dos quadros de Marcial Ávila:

Querubim
Ficha Técnica: Óleo sobre tela
Dimensão: 0,60 x 0,30 m
Data: 2004
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...