domingo, junho 18, 2017

KELLY: Minha leitora fiel



A brincadeira de aventurar-se no mundo das palavras, e se arriscar escrever carrega consigo uma gama de possibilidades. As inevitáveis e necessárias críticas, as surpresas dos desafetos e dos novos afetos, os incrédulos (é sua escrita?), os elogios, e os leitores. Este último acredito eu, é a maior conquista. Ter leitores para um autor amador e iniciante como eu, é mais que um privilégio, é a realização de que cheguei a alguém por meio das minhas palavras.

Este é o agradecimento para minha fiel leitora: Kelly Souza.

Quando nos conhecemos, alguns anos atrás, ela nem sabia direito que eu escrevia, mas um dia me disse: Quero te ler! Acompanhou-me por um ano pelo Facebook quando escrevi (praticamente em tempo real) meu conto-crônica “Relacionamento com uma gata”, e vibrou a cada publicação me pedindo mais. Quando estive em São Paulo para o lançamento do livro “Daqui e Dali”, uma Antologia de Poemas Latino-americanos. Um projeto do Eco Latinos da cidade de São Paulo; pude constatar: Eu tenho uma leitora!
Confiei e confio na leitura dela. Tanto foi, que me foi a primeira a ler, o tosco manuscrito, “Sereia presa na caixa d’água”.
Nosso relacionamento é estritamente escritor-leitora. Às vezes quando nos encontramos esporadicamente pelas mídias sociais, entre fotos de seus filhos e maridão. Acompanho sua vida e ela me acompanha a minha; vidas digitais. Mas sempre que dá conversamos, e ela me pergunta: Está escrevendo? Eu: Sim! Ela: Não esquece o meu.  Não, ela não é palpiteira. Pelo contrário, me deixa livre para produzir o que eu quiser, e se permite envolver com minhas palavras, sem me julgar – apenas adentrar em cada mundo que construo.

Kelly,
Sou imensamente grato por estes seis anos que estamos juntos escritor-leitora. Em uma carta para Goethe, Balzac afirma que o escritor deve escrever para ele, e não para quem o lê. Longe de eu querer discordar de Balzac, logo eu, mas não o obedeço. Você desvirtuou em mim a urgência de seguir o mestre Balzac. Eu escrevo para nós. Para mim, e para você.

Muito obrigado por ser minha leitora fiel!

Seu exemplar do “Sereia presa na caixa d’água” já está no caminho.

Um comentário:

  1. Chorei literalmente....obrigada por me abastecer com suas escritas...
    Nao tenho palavras para descrever tamanha honraria...
    Sim! Vc tem varios leitores e minha maior felicidade e estar entre eles!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...